Sérgio Avena & Advogados Associados

Rua Morvan de Figueiredo, 65
6º andar - Guarulhos - SP
TEL 55 11 2440-2729

Notícias

Riot Games do jogo “League of Legends” ganha US $ 10 milhões contra trapaceiros

Riot Games do jogo “League of Legends” ganha US $ 10 milhões contra trapaceiros

Maio, 05 de 2017

Com o recurso, os jogadores ganhavam os jogos da Liga. No entanto, com a ação bem-sucedida da Riot contra o website Leaguesharp, a desenvolvedora ganhou US$ 10 milhões em danos e o site foi encerrado.

A LeagueSharp era conhecida por oferecer serviço de hacking e bot de League of Legends. No entanto, graças às reivindicações de Riot, foi levado em consideração a crença de que as ferramentas da LeagueSharp violavam a Digital Millennium Copyright Act, contornando os mecanismos anti-fraude da League of Legends.

Diante disso, além da multa acima, os responsáveis terão que passar o controle do site para a Riot.

Sobre o processo

O Leaguesharp é comandado por três hackers alemães, Matthias “Jodusmame” Oltmann, Stefan “0hm” Stefan Delgato e Tyrone Tom “Beaving” Pauer. O problema iniciou em agosto de 2016, quando Riot Games iniciou um processo legal contra o LeagueSharp.

Conforme o advogado da empresa, o site oferecia ferramentas para uma série de ações desleais:

"Entre outras coisas, (o LeagueSharp) permite que o usuário abuse do League of Legends, fazendo com que ele possa ver informações escondidas, ou automatizar o seu gameplay com uma precisão inumana. Acumular level, experiência e itens de uma forma impossível de ser feita por jogadores humanos".

Segundo a empresa, houve também o interesse em interromper as atividades. Sem resposta, a equipe do LeagueSharp decidiu disseminar "informações privadas e pessoais de um funcionário da Riot Games, além de ameaçá-lo e postar comentários ofensivos sobre ele nas redes sociais".

Em seguida, o grupo destruiu provas das suas atividades online, conforme a Riot. Ainda, segundo os documentos do processo, os donos do site conseguiram milhares de dólares em assinatura mensal de US$ 15,00 para usar os seus serviços. Entre os serviços, tinha a opção de botting, comercializado pelo valor de US$ 50,00 mensais.

Acordo com a Riot Games

Depois de seis meses, os hackers aceitaram o acordo da Riot Games. No entanto, além de pagar a multa, eles tiveram que publicar o fim das suas atividades e alertar os usuários sobre o uso de ferramentas trapaceiras, que podem resultar no banimento da conta.

"Como algum de vocês devem saber, a Riot iniciou um processo legal contra o LeagueSharp e deixou claro para nós que o LeagueSharp viola o termo de uso deles. Como resultado do nosso processo com a Riot, nós concordamos em cessar o desenvolvimento e suporte ao LeagueSharp. Assim como qualquer outra ferramenta relacionada à Riot Games. Você também deve ficar ciente de que usar ferramentas de terceiros no League of Legends pode resultar em suspensão ou banimento da sua conta. Nós pedimos desculpas por qualquer dor que causamos aos jogadores do League of Legends”.



Postado por: Sérgio Avena & Advogados Associados

Compartilhe

Pesquise

Categorias

Geral (4)

Direito Empresarial (6)

Direito Trabalhista (1)

Direito Tributário (0)